MRV lança novo residencial em Betim (MG) | Blog MRV Engenharia

Encontre seu imóvel

MRV lança novo residencial em Betim (MG)

21 setembro 2010

 




Apartamentos vão ter preço médio de R$94 mil; moradores podem financiar imóveis pela Caixa.

 Após três meses em Betim, a MRV Engenharia prepara mais um lançamento na região, o Parque dos Caiapós. O residencial, de acordo com a MRV, é o segundo dos três que vão compor o Complexo Reserva dos Guaranis, no bairro Laranjeiras, e terá 576 unidades que poderão ser adquiridas com os benefícios do programa habitacional.Segundo a MRV, os clientes poderão ter descontos de R$ 2.000 no valor do apartamento. "A promoção é válida enquanto durar o estoque de unidades já lançadas", afirma o diretor comercial da MRV Engenharia na regional Belo Horizonte, Rodrigo Resende.






No projeto, os apartamentos terão dois quartos e vaga de garagem, torres com elevador e mais de dez itens de lazer. Os imóveis, como informou a MRV, têm preço médio de R$ 94 mil e poderão ser financiados em até 30 anos pela Caixa Econômica Federal.

O Parque dos Caiapós será construído em uma area de 29.306 metros quadrados e terá um espaço de lazer de uso comum pelos condóminos, com espaço zen, praça de jogos, playground na areia, spiroball, quadra poliesportiva, salão de festas, entre outros.

O empreendimento terá também uma guarita central por condomínio, portão eletrônico e condomínios individuais fechados. Rodrigo Resende diz que "a proposta da MRV sempre foi oferecer produtos de boa qualidade com condições de preço e financiamento acessíveis, ajudando a população a realizar o sonho de aquisição da casa própria".

Ele destaca ainda que um dos diferenciais do Parque dos Caiapós é a localização. "O empreendimento fica perto das maiores empresas de Minas Gerais, em uma avenida ampla e planejada, a avenida Juiz Marco Túlio Isaac, e também está próximo do Betim Shopping, da Puc Betim e a dez minutos do Itaú Power Shopping", avalia.

Financiamento

A MRV informou que os apartamentos do Parque dos Caiapós estão enquadrados no pacote habitacional e que, para a compra de um dos imóveis, o consumidor poderá contar com o subsídio, que pode chegar a R$ 17 mil. Em caso de perda de emprego, como explicou a empresa, o comprador vai contar com um seguro que adia, em até 36 meses, o pagamento das parcelas do financiamento, caso tenha efetuado o pagamento de seis meses para a Caixa. As taxas de juros, como informou a MRV, são a partir de 4,5% ao ano.

Os interessados também poderão utilizar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e o financiamento pode chegar a 30 anos. Os interessados devem providenciar a carteira de identidade, CPF, os três últimos contracheques e comprovante de residência. Trabalhadores com renda informal podem apresentar extratos de cartões de crédito, recibos de aluguel e outros documentos que comprovem sua capacidade de pagamento.

Fonte: O Tempo Betim, por Lisley Alvarenga.




Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório