Como declarar a compra de imóvel no IR | Blog MRV Engenharia

Encontre seu imóvel

Como declarar a compra de imóvel no IR

23 março 2013


Quando o assunto é declarar imóveis no Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), sejam eles rurais, urbanos ou comerciais, independentemente do tipo e da localização, especialistas são categóricos e afirmam que a dúvida de "como" declarar é unânime.


Preencher os dados na declaração de Imposto de Renda exige cuidado. Se você adquiriu um imóvel em 2012 e tem dúvidas sobre como incluir as informações no documento, confira a seguir os principais pontos que deve prestar atenção. E lembre-se: a entrega da declaração precisa ser feita até dia 30 de abril.


De acordo com dados da Receita Federal, deve declarar o IR quem, em 31 de dezembro de 2012, estava com a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil.


Quem se enquadra nesse aspecto deve apontar o tipo de imóvel a ser declarado, depois informar como ele foi adquirido - se à vista, na planta, em prestações diretamente com a construtora ou financiado por linha de crédito ou Sistema Financeiro de Habitação.


Algumas dicas úteis para declaração:



1. Cheque os documentos necessários para preencher a declaração. Tenha em mãos o contrato de compra e venda, a escritura lavrada em cartório e um resumo geral de todos os dados do imóvel.


2. Discrimine a forma de aquisição. É fundamental informar o modo exato de contratação, dados precisos do imóvel (matrícula em especial) e opção de pagamento.


3. Certifique-se de que os dados do seu IR sejam os mesmos informados por todos os envolvidos.


4. Não economize na descrição do imóvel. Aponte o tipo de imóvel, localização, de quem comprou, como adquiriu, data da aquisição, forma de pagamento, cartório em que está registrado e todas as demais informações que permitam – apenas com base na declaração – identificar, no futuro, o histórico desse bem.


5. Fique atento ao valor declarado. Em tese, todos os valores gastos com a compra do imóvel compõem o custo de aquisição, incluindo ITBI [Imposto sobre Transição de Bens Imóveis] e corretagens.


6. Especifique as condições de pagamento. É recomendável que toda explicação seja indicada no campo destinado à descrição do bem.


7. No caso do imóvel ter sido financiado, informe o total já pago, de forma cumulativa. E, no ano seguinte, comece a declaração com o saldo quitado até o ano anterior e some a este a quantia paga ao longo do novo ano.


8. Quando duas pessoas compram um imóvel juntas, a declaração depende do tipo de negociação e também do relacionamento existente entre elas. Quando se trata de um casal, é possível elaborar e entregar a declaração do Imposto de Renda tanto de forma conjunta como separada. Ao optar pela maneira conjunta, 100% dos bens são declarados por apenas um dos cônjuges.


9. Nos anos seguintes, o custo do imóvel deve ser mantido o mesmo. Não é permitida a valorização do bem, exceto pela realização de obras, que devem ser comprovadas com notas fiscais e/ou recibos de profissionais.

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório