Sono seguro! | Blog MRV Engenharia

Encontre seu imóvel

Sono seguro!

14 fevereiro 2012

Com tanta variedade no mercado, os pais acabam confusos sobre qual berço é ideal para o bebê. Profissionais de arquitetura e decoração esclarecem as dúvidas e ainda dão dicas de como revitalizar berços usados





Para os papais e mamães de primeira viagem, sobram dúvidas sobre como cuidar bem do bebê. Uma, em específico, pode tirar, literalmente, o sono não só dos pais, como também da criança – qual é o berço ideal? E essa incerteza não aflige apenas os ‘novatos’. Com tanta opção no mercado, nem mesmo os pais mais experientes se sentem seguros na hora de escolher o berço. Para piorar a situação, somente em 2014 o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) lançará o selo que certifica que o móvel é seguro.


Diante disso, é bom que os papais e mamães fiquem atentos. Para ajudar, profissionais de arquitetura e decoração dão dicas. “O padrão mais encontrado é o americano, com as seguintes medidas internas: comprimento de 1,30 metro e largura de 70 centímetros. Essa medida também é referência para o colchão. As medidas nacionais são um pouco diferentes – 1,30 metro de altura e 60 centímetros de largura”, explicam as designers de interiores, Ana Karina Chaves e Klazina Norden, da Akinteriores.





Renata Basques, arquiteta, destaca outras medidas importantes: “A grade lateral do berço deve ter espaçamento máximo de 6,5 centímetros, para evitar que o bebê coloque a cabeça no vão. A distância entre o estrado e as laterais não deve ultrapassar 2,5 centímetros, já a altura mínima deve ser de 60 centímetros. O indicado é dar preferência às bordas arredondadas e sem quinas. Além disso, os rodízios não devem ser dispensados, apenas devem ter travas, pois elas facilitam na hora de limpar o quarto ou mudança do local do berço”.


Outra opção bem mais prática é o berço versátil. “Esse modelo pode ser reutilizado, quando a criança crescer, como cama ou mesmo bicama”, lembram Ana Karina Chaves e Klazina Norden. Para quem prefere o modelo tradicional, outra sugestão é adquiri-lo com sistema anti-refluxo, que permite a inclinação do estrado.


Não pode comprar um berço? Que tal reaproveitar aquele usado?  Mas, claro, o móvel só poderá ser reutilizado se estiver dentro dos padrões do Inmetro e em boas condições. Nada de fiapos de madeira ou parafusos frouxos! “Se o móvel for de madeira, pode-se raspá-lo e envernizá-lo ou aplicar pintura eletrostática ou laca colorida. Vale ressaltar que a tinta não pode ser tóxica. Adesivos e adornos devem ser aplicados na parte externa do berço”, recomenda Renata. As designers da Akinteriores ensinam como dar um visual moderno ao berço: “Basta folheá-lo de prata ou dourado - trabalho muito bonito que valoriza muito o móvel”.


Fonte: Mão Dupla Comunicação/Fotos: Henrique Salci e Juliana Buli

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório