Uma história escrita a muitas mãos - Edvan de Oliveira  | Blog MRV Engenharia

Encontre seu imóvel

Uma história escrita a muitas mãos - Edvan de Oliveira

19 outubro 2010



Em mais um post da série “Uma história escrita a muitas mãos”, conheceremos o depoimento de Edvan de Oliveira, do departamento de Obras de Curitiba. Acompanhe.

Edvan Aparecido de Oliveira - Obras Curitiba

Meu nome é Edvan Aparecido de Oliveira e minha história na MRV começou em fevereiro de 2005, antes mesmo de eu entrar na empresa. Eu trabalhava em uma das escolas da rede Adventista de Educação aqui em Curitiba. Foi quando, após um período de quatro anos e oito meses de trabalho, fui demitido. Por ser uma pessoa cristã temente a Deus (sou adventista do sétimo dia), orei a Deus e pedi a Ele que durante o período em que eu estivesse recebendo o seguro desemprego arrumasse alguns serviços extras (os famosos bicos) e assim aconteceu. No dia 28 de julho de 2005 recebi a última parcela do seguro desemprego e na sexta, dia 29 de julho, acabavam-se os serviços extras que eu havia arrumado. Agora eu estava ali, sem seguro e sem os bicos.

Foi aí que Deus começou a agir, mostrando que estava no controle da minha vida. No sábado, dia 30 de julho, recebi uma ligação de um irmão de minha igreja, que na época era mestre de obras da empresa, trabalhando na obra Camões no Campo Comprido. Ele perguntou se eu não tinha interesse em trabalhar, pois ele estava precisando de pedreiro. Eu disse que sim, pois estava desempregado. Fui então na segunda-feira pela manhã à obra para conversarmos; Eu falei para ele que não tinha registro em carteira como pedreiro, embora trabalhasse na função. Por isso, entrei como servente, atuando como pedreiro de acabamento onde atuei durante oito meses.

Acabada a obra, os funcionários estavam sendo transferidos para uma nova obra, chamada Spazio Corsini, e comigo não foi diferente. Estava para ir para a obra como pedreiro, porém não aceitei, pois tinha o desejo de atuar no almoxarife, e foi o que aconteceu. O engenheiro na época, Rodrigo Kotinda, me deu a oportunidade, porém por não ter experiência eu fiquei atuando como auxiliar, mas ainda como servente. Passados três meses, fui então promovido a auxiliar de almoxarife (01/08/2006). Continuei me esforçando e fazendo o meu melhor, pois via a possibilidade de ser promovido a almoxarife, tanto é que na época eu fazia um curso de técnico em contabilidade na UFPR, mas acabei desistindo para dar sequência à função na qual eu estava atuando.

Passados quatro meses, no dia 1 de dezembro de 2006, recebi uma ligação do então supervisor de obras Marcelo Melo (hoje superintendente) me promovendo para almoxarife. Fiquei muito feliz e realizado por receber da empresa o reconhecimento pelo meu trabalho. Dia 1º de outubro completaram cinco anos e dois meses que estou na empresa, hoje como almoxarife III. Estou feliz e muito realizado profissionalmente principalmente porque no ano passado fui eleito o almoxarife do ano aqui para a região Sul, recebendo uma gratificação no valor de R$ 800,00 (isso aconteceu devido a um Ranking que existe aqui em nossa regional).

Nessa jornada tive a oportunidade de, como almoxarife, começar e terminar as obras Spazio Corsini, Colônia e Celebrare, iniciar a obra Cennário e terminar a obra Spazio Concord. Hoje estou nas obras da Linha Verd,e prestes a mais uma vez ser promovido (não sei ainda qual será a nova função,) talvez a assistente administrativo ou a encarregado dos quatro almoxarifes que atuarão por aqui.

Agradeço a Deus por ter guiado os meus passos até o presente momento e proporcionado o meu crescimento profissional junto à MRV e também a confiança que a empresa tem depositado no meu trabalho. Por isso espero continuar escrevendo a minha história junto com a MRV.

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório