MRV prevê um volume de lançamentos superior a R$900mi no 4TRI09 | Blog MRV Engenharia

Encontre seu imóvel

MRV prevê um volume de lançamentos superior a R$900mi no 4TRI09

19 novembro 2009

O incremento da demanda por imóveis e a velocidade das vendas deverão levar a MRV Engenharia a superar os R$ 900 milhões em volume de lançamentos no quarto trimestre de 2009.

"Vamos lançar mais de R$ 900 milhões no quarto trimestre", disse o vicepresidente executivo e de Relações com Investidores da companhia, Leonardo Corrêa.

No terceiro trimestre deste ano, conforme prévias de resultados divulgadas pela companhia foram lançados 33 empreendimentos, com um número médio de 183 unidades por projeto, distribuídos em 21 cidades. Os lançamentos totalizaram R$650,8 milhões (6.048 unidades), um aumento de 28,2% em relação o mesmo período do ano passado. No terceiro trimestre, conforme a companhia, os lançamentos se concentraram nos Estados de São Paulo e Minas Gerais, com 58,3% e 12,1% de
participação, respectivamente.

Do total lançado no trimestre, 84% foram elegíveis ao programa Minha Casa Minha Vida, anunciado pelo governo federal.

As vendas contratadas no terceiro trimestre de 2009 atingiram R$789,4 milhões (7.521 unidades), 85,8% superiores às vendas do mesmo trimestre de 2008 No acumulado do ano, as vendas totalizaram R$2,070 bilhões, um incremento de 66,2% em relação aos registrado no mesmo intervalo do ano passado.

No terceiro trimestre deste ano, 86,4% das unidades vendidas possuíam preço inferior à R$130 mil. No acumulado até setembro de 2009, as unidades com preço inferior a R$130 mil foram responsáveis por
88,6% do total das vendas. O objetivo da companhia, de acordo com as informações é manter a comercialização concentrada nas faixas de preço até R$ 130 mil, ou seja, voltadas para o Programa Minha Casa Minha Vida.

Devido ao forte volume de vendas, a MRV Engenharia revisou o guidance de vendas contratadas para 2009, de uma faixa entre R$ 2,4 bilhões e R$ 2,9 bilhões, para um patamar de R$ 2,8 bilhões a R$ 3 bilhões. Para 2010, o ritmo deverá ser ainda mais acentuado e chegar a um total entre R$ 3,7 bilhões e R$ 4,3 bilhões.

Fonte: Agência Estado, 13/11/09

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório