Projeto de ensino segue alfabetizando profissionais nos canteiros de obra de João Pessoa | Blog MRV Engenharia

Encontre seu imóvel

Projeto de ensino segue alfabetizando profissionais nos canteiros de obra de João Pessoa

02 agosto 2013

Primeira turma se forma na Paraíba nas obras do Parque Jardim Bougainville



Grande parte dos trabalhadores da construção civil tem pouca qualificação, baixa escolaridade e geralmente adquiriram o pouco aprendizado que possuem na prática. Seja por falta de oportunidade, tempo ou condições, há pesquisas que indicam que esse profissional frequentou muito pouco, ou nada, os bancos escolares. Seguindo firme no propósito de modificar essa realidade, continua em andamento na Paraíba o projeto “Curso Educacional” nos canteiros de obras da MRV Engenharia.  A primeira turma se formou no último mês de julho e uma nova turma começa no próximo dia 20 de agosto, já com a previsão de 15 alunos inscritos para o curso.


Iniciativa pioneira, a turma inaugural se formou no canteiro de obras do Parque Jardim Bougainville, empreendimento da construtora em João Pessoa. As aulas iniciaram na primeira quinzena de novembro de 2012 e sete alunos concluíram os estudos com sucesso. “O projeto tem o objetivo de diminuir a baixa escolaridade nas obras da MRV. Por isso, focamos os profissionais que não finalizaram seus estudos até o 5º ano do Ensino Fundamental”, explica Paulo Eduardo Balúgoli, engenheiro civil e responsável pelo projeto.


O refeitório da obra foi adaptado para aproximar o aluno da realidade da sala de aula, com mesa para a professora, lousa, bancos de escola e até lanche no intervalo. As aulas, de 1ª a 4ª séries, foram e serão ministradas de segunda a quinta-feira, de 18h30 às 20h, por uma professora do SESI.


O carpinteiro Geraldo Henrique de Freitas, 40, foi um dos sete alunos que se formaram na primeira turma do projeto Curso Educacional. Seu comprometimento foi tanto que foi premiado com uma bicicleta por não ter tido nenhuma falta em todo o curso. Animado, já está inscrito para a nova turma. Ele conta que foi a primeira vez que teve contato com a escola formal, já que só havia frequentado muito pouco as aulas oferecidas no sítio onde morava. “Minha mãe sempre lembrava a importância da escola, mas eu não levava muito a sério. Mas depois vi o quanto tem valor a gente saber ler e escrever corretamente. Hoje, depois das aulas daqui, melhorou muito. Já assino meu nome, tenho agora todos os documentos assinados. Não erro mais a condução, pois consigo ler o itinerário. Com ensino, tudo fica mais fácil, e eu vou continuar estudando. Não quero mais parar!”, conta.


O Curso Educacional tem duração de seis meses e a iniciativa veio pela percepção de que os trabalhadores precisavam de um incentivo para voltar, ou começar, a ler e escrever corretamente. “Queremos diminuir, ou até mesmo acabar com o analfabetismo na obra. Isso é essencial para o aumento da autoestima do trabalhador, para seu desenvolvimento integral”, afirma o responsável pelo projeto.  O SESI é o responsável pela emissão do certificado do curso.

Deixe seu comentário *Campos de preenchimento obrigatório